Adaptar 2.0 – Incentivos a Fundo Perdido

O Governo lança programa “ADAPTAR 2.0”, que tem como objetivo auxiliar e estimular Micro e PME a adaptarem-se à situação atual.
Desta forma, surgem três áreas de apoio às empresas, no sentido de desenvolver e adaptar o negócio:
-Comércio.pt: Criação de incentivos à transição digital do modelo de negócios das micro e pequenas empresas, mediante a promoção do comércio eletrónico ;
-ADAPTAR 2.0: Adaptação e modernização de estabelecimentos comerciais, financiando investimentos na adaptação ao contexto COVID-19 (frente de lojas, áreas de acesso público.);
-ADAPTAR + : Consultoria para adaptação ao contexto COVID-19 e pós COVID , com vista a auxiliar e estimular microempresas a atualizar e remodelar os seus estabelecimentos e unidades de produção.
Faça a sua candidatura connosco !

Investimentos em explorações agrícolas no Pinhal Interior

Investimentos em explorações agrícolas no Pinhal Interior:

  • Investimento Mínimo - 25.000 euros
  • Limite de investimento máximo de 700.000 euros para incentivos a fundo perdido, a partir deste limite e até 5.000.000 euros o incentivo é reembolsável;
  • Podem concorrer pessoas singulares e coletivas;
  • A taxa de financiamento a fundo perdido pode ir de 40% a 50%;
  • Prazo para submissão de candidatura - 30 de Junho de 2018.
Investimentos florestais no Pinhal Interior:
  • Limite de investimento máximo de 2.500.000 euros para incentivos a fundo perdido;
  • Podem concorrer pessoas singulares e coletivas;
  • A taxa de financiamento a fundo perdido pode ir de 50% a 85%;
  • Prazo para submissão de candidatura - 15 de Junho de 2018.
Os concelhos abrangidos são:
Alvaiázere, Ansião, Arganil, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Góis, Lousã, Mação, Miranda do Corvo, Oleiros, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penela, Proença-a-Nova, Sertã, Tábua, Vila Nova de Poiares, Vila de Rei.

 

2ª Fase do Concurso SI2E

Tipologia das operações e modalidade de candidatura: 
  • Criação de micro e pequenas empresas ou expansão ou modernização de micro e pequenas empresas criadas há menos de cinco anos;
  • Expansão ou modernização de micro e pequenas empresas criadas há mais de cinco anos.
 
Pontos mais importantes do concurso:
  • Investimentos empresariais nos concelhos da Região Centro afetados pelos incêndios;
  • Apenas micro e pequenas empresas podem concorrer;
  • A taxa de financiamento a fundo perdido pode ir de 50% a 60%;
  • Prazo para submissão de candidatura - 30 de Maio de 2018;
  • Duração máxima do projeto – 18 meses;
  • As Despesas elegíveis são as seguintes:
    • Custos de aquisição de máquinas, equipamentos, respectiva instalação e transporte;
    • Custos de aquisição de equipamentos informáticos, incluindo o software necessário ao seu funcionamento;
    • Software standard ou desenvolvido especificamente para a atividade da empresa;
    • Custos de conceção e registo associados à criação de novas marcas ou coleções;
    • Custos iniciais associados à domiciliação de aplicações, adesão inicial a plataformas eletrónicas, subscrição inicial de aplicações em regimes de «software as a servisse;
    • Serviços de arquitetura e engenharia relacionados com a implementação do projeto;
    • Material circulante;
    • Estudos, diagnósticos, auditorias, planos de marketing e projetos de arquitetura e de engenharia essenciais ao projeto de investimento;
    • Obras de remodelação ou adaptação (limite 60% do total do investimento);
    • Participação em feiras e exposição no estrangeiro;
    • Criação de postos de trabalho para desempregados ou jovens à procura do primeiro emprego, bem como a criação do próprio trabalho, até ao limite do IAS (421,32) durante 3 a 9 (contratos a termo) e durante 9 a 15 meses (contratos sem termo).
Os concelhos abrangidos são:
 
Abrantes, Alvaiázere, Ansião, Arganil, Cantanhede, Carregal do Sal, Castanheira de Pera, Castelo Branco, Castro Daire, Covilhã, Ferreira do Zêzere, Figueiró dos Vinhos, Fornos de Algodres, Fundão, Góis, Gouveia, Guarda, Lousã, Mação, Mangualde, Mira, Miranda do Corvo, Mortágua, Nelas, Oleiros, Oliveira de Frades, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penacova, Penela, Proença-a-Nova, Santa Comba Dão, Sardoal, Seia, Sertã, Tábua, Tondela, Trancoso, Vagos, Vila de Rei, Vila Nova de Poiares, Vila Velha de Ródão, Vouzela.